A CRISE DO ENSINO DO DIREITO E A PRISÃO DA CAVERNA DIGITAL

Cristiano Aparecido Quinaia

Resumo


O ensino jurídico como as outras áreas do saber atravessa um período de crise em razão do espaço digital de informação. O pensamento crítico tem perdido espaço para o conteúdo superficial da mídia. O direito, como ciência antiga, sempre foi ministrado com apoio em tradicionais mecanismos de ensino, o sistema lousa, repertórios escritos de jurisprudência, revistas de doutrina. O papel, todavia, têm sido substituídos pelo livro eletrônico, as versões digitais de trabalhos e periódicos. Torna-se, assim, imperioso compreender os avanços e cuidados imprescindíveis com a manipulação digital do conhecimento, e como as novas ferramentas podem ser acopladas ao ensino universitário. O presente trabalho se propõe em analisar a origem do livro, surgimento do ensino, e o impacto da era digital em uma compreensão crítica do ensino jurídico. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, José António Ferreira de. História da Arte. Lisboa: Bertrand, 1979.

BECK, Ulrich. Sociedade de Risco. São Paulo: Editora 34, 2011.

BONNARD, Andre. Civilização Grega. Portugal: Almedina, 1980.

CARR, Nicholas. ¿Qué estan haciendo internet con nuestras mentes? Madrid: Taurus. 2010.

DELEUZE, Gilles. O abecedário. França: 1996.

GRAU, Eros Roberto. Ensaio e Discurso sobre Interpretação do Direito. São Paulo: Malheiros, 2006.

_____________. O Direito Posto e o Direito Pressuposto. In: O que é a filosofia do Direito? São Paulo, Manole, 2004, p. 35-49.

MELO, Rúrion. Teoria Crítica e os sentidos da emancipação. Caderno CRH, Salvador, v. 24, n. 62, p. 249-262, maio/ago., 2011. Acessado em 09/09/2016.

PALMER, Richard E. Hermenêutica. Lisboa: Ed. 70, 2006.

PLATÃO. A República. 6. ed. São Paulo: Atena, 1956.

RANCIÈRE, Jacques. O Espectador Emancipado. Lisboa: Orfeu Negro, 2010.

SAMAIN, Etienne. O fotográfico. São Paulo: Hucitec, 2005.

SERRES, Michel. A Polegarzinha. Rio de Janeiro: Bertrand, 2013,

STEINER, George. As Lições dos Mestres. Lisboa: Gradiva, 2005.

TELLES, Goffredo da Silva. Duas Palavras. In: O que é a filosofia do Direito? São Paulo, Manole, 2004, p. 13-32.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Cristiano Aparecido Quinaia